José de Esaguy

ESAGUY, José de (1899, Faro – 1944, Lisboa?), diplomata e arabista.

Formado em Ciência Política pela Universidade de Toulouse, exerceu inicialmente o jornalismo. Em 1934, foi nomeado Chanceler do Consulado de Portugal em Tânger.

Interessado pela história de Marrocos e pelas relações luso-marroquinas, dedicou a esses temas vários estudos: Marrocos. Marrocos Misterioso, Histórico e Monumental (1933) com ilustrações; Relato Inédito sobre o Dezembarque d’El Rei D. Sebastião em Tânger (1935); Cartas do Diplomata Jorge Pedro Colaço (1937); Tanger Sous la Domination Portugaise 1471-1663 (1937) e, em Castelhano, Libro de los Vedores de Ceuta (1939), e numa versão ampliada em Português: O Livro Grande de Sampayo ou Livro dos Vedores de Ceuta 1505-1670 (1941), baseado num documento inédito por ele encontrado. Nos anos 1938-1939 promoveu escavações no local onde teve lugar a batalha de Alcácer Quibir (1578, Wadi al-Maghazin) cujo desfecho pôs fim à expansão portuguesa em Marrocos.

Na perspectiva de divulgação da língua árabe, elaborou um Vocabulário Português-Árabe (1936) e ainda Elementos de Gramática Árabe (1936).

Escreveu ainda um romance Vida do Infante Santo. Romance Histórico (1936).

Foi membro da Sociedade de Geografia de Lisboa. Pelos seus serviços foi condecorado em Marrocos.

E-M.v.K

Bibl.: COSTA, L.J. da (1938); FORJAZ, J. (2004), p. 174; KEMNITZ, E-M. von (2011), p. 122.

Anúncios