José M. Benoliel

BENOLIEL, José. M. (1858, Tânger – 1937, Tânger), hebraísta de origem marroquina.

Chegou a Portugal em 1881 e voltou para a sua terra em 1921. Tinha-se formado em Paris, entre outros, na École Orientale de l’Alliance Israelite Universelle (e não na École des Langues Orientales de Paris).

Foi professor de Francês na Escola Industrial, além de ensinar Hebraico em instituições não identificadas, até à sua nomeação em data incerta na recém-criada Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Parece se ter notabilizado como especialista do dialecto haketia (judeo-hispano-marroquino). Na senda do malogrado X Congresso Internacional dos Orientalistas (Lisboa, 1892), publicou Inês de Castro: Episode des Lusiades, com tradução em versos hebraicos (“Publicações avulsas” da Sociedade de Geografia de Lisboa, nº 235, 1892). E por ocasião do Quarto centenário do Descobrimento da Índia, as Fábulas de Loqman, traduzidas do árabe para português e parafraseadas em versos hebraicos, com revisão do Grão-Rabbino L. Wogue (Lisboa, 1898).

A.S.

Bibl.: Enciclopédia Judaica, s.v. (M.B. Amzalak); Dicionário do Judaísmo Português, pp. 92-93 (E. Mucznik); Ramos, J. A. (1996), pp. 157 e 186.

Anúncios